Relator da ONU ouve tiroteio no Complexo do Alemão

PM apreende carregamento de maconha próximo a local visitado por representante das Nações Unidas

Pedro Dantas, Estadão

09 de novembro de 2007 | 14h11

No dia da visita do relator especial das Nações Unidas para execuções sumárias, arbitrárias e extrajudiciais, Philip Alston, policiais do 16.º Batalhão, de Olaria, na zona norte, apreenderam grande grantidade de maconha, estimada pela PM em uma tonelada, na Vila Cruzeiro, no complexo de favelas do Alemão, na zona norte.   Houve troca de tiros durante a operação que resultou na apreensão, que pôde ser ouvida do batalhão visitado pelo relator da ONU. Alston está reunido há mais de 2 horas com o comandante do 16.º BPM, Marcus Jardim, que coordena incursões diárias no complexo de favelas, onde mais de 60 pessoas morreram desde a ocupação iniciada em junho.   Alston recebeu uma réplica do Caveirão como presente do comandante do Batalhão de Olaria. A visita dele ao batalhão é para recolher informações sobre as operações no Complexo do Alemão. Jardim negou que o presente tenha sido uma provocação aos movimentos de direitos humanos. "Lamento muito pelos policiólogos, muitos deles usuários de drogas, que alimentam o crime. Essa viatura não mata, e sim salva vidas. Esta foto vai entrar para a história", disse, referindo-se ao momento em que entregou a réplica ao relator especial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.