WILTON JUNIOR/AGENCIA ESTADO
WILTON JUNIOR/AGENCIA ESTADO

Réveillon do Rio terá shows de luzes e deverá ser acompanhado por TV e plataformas digitais

Em vez de aglomeração na praia, intenção é que as pessoas acompanhem a virada para 2021 pela televisão, celulares e tablets

Márcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2020 | 16h01

Uma das mais tradicionais festas da virada do mundo, o réveillon de Copacabana será espalhado pela cidade e terá shows de luzes "dividindo protagonismo" com a queima de fogos. E, em vez de aglomeração na praia, a intenção é que as pessoas acompanhem a virada para 2021 pela televisão, celulares e tablets.

"O evento está sendo pensado em um formato onde os shows, que tradicionalmente acontecem na Praia de Copacabana, sejam assistidos principalmente através de plataformas digitais e canais de televisão, estimulando que as pessoas acompanhem de suas casas; e os fogos de artifício dividam o protagonismo com shows de luzes e projeções mapeadas", declarou a Riotur, em nota.

Na quarta-feira, 5, o presidente em exercício da Riotur, Fabrício Villa Flor de Carvalho, participou de reunião com representantes do setor hoteleiro. E, em entrevista coletiva, o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) anunciou que o réveillon do Rio será dedicado a homenagear os profissionais da área da saúde e também às vítimas da covid-19.

Segundo a Riotur, o formato que está sendo desenhado já foi apresentado ao grupo do Ministério Público que cuida dos grandes eventos. A Riotur lembrou ainda que a Vigilância Sanitária e o gabinete científico que analisa a situação da pandemia no Rio estão colaborando na preparação de um Caderno de Encargos voltado à festa da virada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.