MARCOS DE PAULA
MARCOS DE PAULA

Réveillon dos 450 anos do Rio deve atrair 816 mil turistas

Queima de fogos de artifício terá 16 minutos de duração; até o fim do verão, cidade deve receber 3,4 milhões de visitantes

Roberta Pennafort, O Estado de S. Paulo

30 Dezembro 2014 | 00h39

RIO - O réveillon que anuncia os festejos dos 450 anos de fundação do Rio deve atrair 816 mil turistas, 49 mil a mais do que em 2013, sendo um quarto de estrangeiros, de acordo com estimativa da Prefeitura. Na praia de Copacabana, são aguardadas 2 milhões de pessoas, entre cariocas e visitantes, em 4 quilômetros de extensão de areia e nas pistas da Avenida Atlântica. Vindos da Espanha, os fogos, de 16 minutos de duração, terão efeito inédito: escreverão “Rio 450” no céu por duas vezes.

Até o fim do verão, em março, mês do aniversário da cidade (dia 1º), o Rio espera receber 3,4 milhões de pessoas, com geração de renda de US$ 2,7 bilhões (R$ 7 bilhões). Segundo a Riotur, o número supera o de 2013, quando o volume chegou a 3,2 milhões de visitantes e a US$ 2,6 bilhões (R$ 6,7 bilhões). 

Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-RJ) divulgado nesta segunda-feira, 29, mostra que a taxa média de ocupação de hotéis está em 76%. No réveillon passado, com a cidade em expectativa pela realização da Copa do Mundo, 86% dos leitos foram ocupados.

O índice já representava um declínio na comparação com o réveillon de 2012, que havia batido o recorde: 92%. A queda, à época, foi creditada ao aumento da oferta de hospedagem na cidade com a chegada da Copa e dos Jogos Olímpicos, em 2016 - a cidade ganhou 6.800 novos quartos em 2014.

Balsas. A Capitania dos Portos, os bombeiros e a Polícia Civil vistoriaram nesta segunda as 31 bolsas do réveillon. Em duas delas ainda havia ajustes a serem feitos, mas de fácil resolução, conforme as autoridades.

Onze balsas, de onde serão detonadas 34 mil bombas, em um total de 24 toneladas de explosivos, serão deslocadas para Copacabana à zero hora desta terça-feira, 30.

Mais conteúdo sobre:
rio réveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.