Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Rio libera atividades físicas coletivas em locais abertos

Prefeitura autorizou prática de esportes coletivos, mas permanência de banhistas nas praias continua vetada

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2021 | 11h03

RIO - A Prefeitura do Rio liberou nesta quarta-feira, 14, a prática de atividades físicas coletivas em locais abertos da cidade. A autorização veio após alteração no decreto municipal que restringiu uma série de atividades na capital fluminense no início do mês, como forma de tentar conter o avanço da pandemia do coronavírus. Por outro lado, a permanência de banhistas nas praias continua vetada.

A prática de atividades físicas individuais em parques, praças e outros locais abertos estava permitida desde a sexta-feira passada. Na ocasião, a Prefeitura também anunciou reabertura de bares e restaurantes, com funcionamento até 21 horas. Com a mudança anunciada nesta quarta no Diário Oficial do Município, os esportes coletivos também estão liberados.

Pela alteração do decreto, profissionais de educação física poderão orientar aulas nesses locais abertos. O texto ressalta, contudo, que a prática de atividades coletivas não pode gerar aglomerações e deve seguir as medidas de proteção.

Estado tem quase 40 mil mortes por covid

Na terça-feira, 13, o Rio registrou 347 mortes e 4.401 novos casos de covid no período de 24 horas, segundo boletim estadual. Até agora, 39.791 pessoas morreram por causa da doença e 684.758 foram infectados no Estado. A capital concentra tanto o maior número de mortes (21.933) como o maior número de casos no Estado (239.525).

No Brasil, o número de óbitos soma 358.718 casos, dos quais 3,6 mil foram registrados nas últimas 24 horas, de acordo com levantamento do consórcio de veículos de imprensa. Por sua vez, os diagnósticos acumulados da doença atingiram 13,6 milhões.

Já a quantidade de pessoas vacinadas contra a covid-19 com ao menos a primeira dose no País chegou a 24.433.064, ou 11,54% do total da população. Nas últimas 24 horas, 585.272 pessoas receberam a primeira dose.

O Rio aplicou a primeira dose em 1.710.764 pessoas. Esse índice representa 9,85% da população, o que coloca o Estado na 19ª posição entre as 27 unidades federativas no ranking de vacinação.

Os Estados que proporcionalmente vacinaram menos do que o Rio são Roraima, Goiás, Acre, Tocantins, Maranhão, Rondônia, Amapá e Mato Grosso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.