Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE

Rio registra menor índice de homicídios dolosos desde 1991

Em fevereiro deste ano, 324 pessoas morreram ante 732 registros no início da série histórica; queda foi de 55,74%

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

20 Março 2015 | 19h04

RIO - Em fevereiro deste ano, 324 pessoas morreram no Estado do Rio de Janeiro vítimas de homicídio doloso (quando há a intenção de matar). Este é o menor índice registrado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), órgão do governo fluminense, desde o início da série histórica, em fevereiro de 1991. Naquele mês foram registrados 732 casos. Na comparação entre fevereiro de 2015 e de 1991, a queda foi de 55,74%. Em relação a fevereiro de 2014, quando houve 482 homicídios dolosos, a redução foi de 32,8%

Os índices de violência referentes ao mês de fevereiro no Estado do Rio foram divulgados nesta sexta-feira, 20, pelo ISP. No comparativo com o mesmo mês de 2014, o maior aumento entre os crimes listados foi roubo de telefones celulares. Houve 461 casos em fevereiro de 2014 e 914 neste ano, um aumento de 98,3%.

Os casos de autos de resistência (homicídios decorrentes de intervenção policial) cresceram 48,2%: foram 56 em fevereiro de 2014 e 83 em fevereiro deste ano.

Entre os indicadores positivos, além da queda dos homicídios dolosos, figura a redução dos homicídios culposos (sem intenção) ocorridos no trânsito - 166 mortes em fevereiro de 2014 e 134 neste ano, uma queda de 19,3%.

O índice de roubo de veículos caiu 17,6%. Foram 3.025 em fevereiro de 2014 e 2.494 casos neste ano. O número de roubos a residências caiu de 140 em fevereiro do ano passado para 79 em fevereiro de 2015.

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro homicídios dolosos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.