Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Rio tem estoque de vacina garantido somente até sábado, 13

Governo do Estado informou que a capital fluminense retirou 50 mil doses do imunizante na terça-feira, 9, e que um novo lote depende do envio por parte do Ministério da Saúde

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2021 | 12h29
Atualizado 11 de fevereiro de 2021 | 14h38

O programa de vacinação contra a covid-19 no Rio e nas principais cidades fluminenses pode ser interrompido na próxima semana por falta de vacinas. A capital informou ter doses suficientes somente até sábado. Outras cidades da região metropolitana e da Baixada Fluminense também já receberam a segunda remessa do governo do Estado, cujo estoque está se esgotando.

O programa de imunização foi definido pelo governo federal. A orientação é que a vacinação com a Coronavac seja feita em duas doses, como preconiza o fabricante. Assim, o lote com as vacinas foi entregue ao governo estadual, que o liberou em duas remessas para cada um dos 92 municípios.

O "problema" é que o avanço da vacinação nos municípios não acompanha o ritmo de disponibilização dos imunizantes. Cidades como Rio, São Gonçalo, Niterói e Duque de Caxias já receberam todas as vacinas a que tinham direito nessa primeira fase. E o governo do Estado informou que aguarda o envio de um novo lote por parte do governo federal, cujas datas não foram informadas.

Nesta quinta, 11, a prefeitura do Rio informou em nota que "o município tem em estoque vacinas para atender a demanda até sábado (13), além da segunda dose dos que receberam a primeira". O texto acrescenta que o município "conta com a chegada de novas doses a partir da próxima semana. Caso essa entrega não aconteça, o calendário será interrompido".

Em São Gonçalo e Niterói, na região metropolitana do Rio, a vacinação recomeçou nesta quinta. As duas cidades tiveram de interromper a vacinação nos primeiros dias desta semana devido à falta do imunizante. A vacinação nas duas cidades, contudo, poderá sofrer nova interrupção devido à escassez.

Em São Gonçalo, a previsão é que a nova remessa dure apenas três dias. A cidade vai suspender a vacinação entre sábado e terça-feira, por causa do feriadão de carnaval. Em Niterói, a prefeitura informou que a previsão é que "as doses recebidas atendam o público-alvo, de idosos acima de 88 anos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.