RJ quer transferência de envolvido na morte de Tim Lopes

Josias Cinqüenta confessou e contou detalhes sobre o assassinato do jornalista à polícia de Alagoas

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

05 Outubro 2007 | 13h22

Josias Teles, conhecido como Josias Cinquenta, preso em Maceió e envolvido na morte do jornalista Tim Lopes, poderá ser transferido para o Rio. A Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente do Rio (DPCA) informou, na manhã desta sexta-feira, 5, que pediu a transferência dele, que teria menos de 18 anos, mas a informação não foi confirmada pela Polícia Civil de Alagoas.   Polícia prende homem envolvido na morte de Tim Lopes  Notícias sobre o caso Tim Lopes    De acordo com a polícia, Josias apresentou um xerox da carteira de identidade, no qual comprova ser menor de idade, mas segundo informações da assessoria da polícia, ele aparenta ter mais de 22 anos; a polícia aguarda um documento que comprove sua idade.   Josias foi preso na quarta-feira, 3, mas sua captura foi anunciada apenas nesta sexta-feira, 5. Ele teve a prisão temporária decretada por 30 dias, por furtos e roubos feitos em Maceió, onde está morando desde agosto de 2006. A prisão aconteceu no bairro de Trapiche da Barra, após denúncia de vizinhos do acusado.   A polícia de Alagoas chegou até ele através do programa Linha Direta da TV Globo, que divulgou o retrato do menor ao exibir uma reportagem sobre uma quadrilha de assaltos a carros-fortes. O rapaz confirmou ser integrante da quadrilha e ainda confessou ter participado do assassinato do jornalista, contando em detalhes a sua participação no assassinato.   O jornalista Tim Lopes foi capturado, morto e torturado em 2002, quando fazia uma reportagem em uma favela do Rio de Janeiro.

Mais conteúdo sobre:
Tim Lopes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.