Roubos em ônibus aumentam 90,7% no Estado do Rio

Dados do Instituto de Segurança Pública divulgados nesta segunda; roubos de celulares também tiveram aumento

Roberta Pennafort, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2016 | 21h33

Os dados do Instituto de Segurança Pública divulgados nesta segunda-feira, 29, mostram que o roubo em coletivo foi o crime que mais subiu em julho, na comparação com o mesmo mês em 2015: o crescimento foi de 90,7%, de 602 para 1.148 casos. Em seguida veio o roubo de telefone celular, que cresceu 75,8%, de 964 para 1.695 registros. O roubo a transeunte teve crescimento de 62,2%, de 4.844 para 7.858 ocorrências.

Os crimes de letalidade - homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte, homicídio cometido pela polícia (auto de resistência) - tiveram alta de 23,3%. Os homicídios subiram 20,3%. Os dados foram coletados em todo o Estado do Rio.

Os números se referem a um período em que a capital já contava com reforço no policiamento da Força Nacional de Segurança, por causa da iminência dos Jogos Olímpicos. Os agentes se mantiveram nas instalações olímpicas nos bairros da Barra da Tijuca, na zona oeste, Copacabana, na zona sul, e Deodoro, na zona oeste.

Tudo o que sabemos sobre:
Barra da TijucaCopacabana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.