Reprodução|Unidos de Vila Isabel
Reprodução|Unidos de Vila Isabel

Sambista Leonel da Vila é morto a tiros

De acordo com testemunhas, Leonel foi atingido por disparos feitos por dois homens em uma moto

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

24 de dezembro de 2015 | 12h39

RIO - O sambista Leonel da Vila, da escola de samba Unidos de Vila Isabel, foi assassinado a tiros na manhã desta quinta-feira, nas imediações do Morro dos Macacos, na zona norte da cidade. De acordo com testemunhas, Leonel foi atingido por disparos feitos por dois homens em uma moto. 

Moradores procuraram policiais militares que faziam o patrulhamento na comunidade, informando que um homem tinha sido morto na Rua Petrocochino, em Vila Isabel, zona norte do Rio. Quando os agentes chegaram ao local do crime, já encontram Leonel sem vida, segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Macacos.

Leonel assina o samba-enredo da escola de samba de Unidos de Vila Isabel para o carnaval de 2016, ao lado de Martinho da Vila, André Diniz, Martinália e Arlindo Cruz. O compositor também integra a comissão de carnaval da escola.

A Unidos de Vila Isabel divulgou nota de pesar nas redes sociais pela morte de Leonel, lembrando que o sambista foi um dos maiores compositores da história da agremiação, com participação nos sambas-enredos por 13 vezes, incluindo a do carnaval 2016. 

“A dor é profunda, indescritível, e nos solidarizamos com sua família. A lembrança que sempre teremos é a deste sorriso feliz e apaixonado, de parceiro de todas as horas, de um humilde e grandioso vencedor, de um grande homem, cuja vida toda foi talhada pelo amor a nossa Vila Isabel. Um dia muito triste. Estamos de LUTO”, publicou a escola em seu perfil no Facebook.

 

Mais conteúdo sobre:
Martinho da VilaFacebook

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.