Pilar Olivares/ Reuters
Pilar Olivares/ Reuters

Secretaria de Saúde do RJ investiga 10 mortes suspeitas de coronavírus, incluindo um jovem

Estado do Rio tem 186 casos confirmados e três mortos; óbitos foram registrados nas cidades de Miguel Pereira, Niteroi e Petrópolis; capital fluminense ainda não tem nenhuma morte confirmada pelo coronavírus

Daniela Amorim e Denise Luna, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2020 | 19h27

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro investiga dez mortes suspeitas de coronavírus. Um dos casos é o de um jovem de 27 anos, que morreu na madrugada deste domingo, 22, com sintomas do covid-19 no Hospital Badim, na Tijuca, zona norte do Rio.

Em boletim divulgado no início da noite, a secretaria informa que o Estado do Rio tem 186 casos confirmados e três mortos. Os óbitos foram registrados nas cidades de Miguel Pereira, Niteroi e Petrópolis. A capital fluminense ainda não tem nenhuma morte confirmada pelo coronavírus. 

Entre os confirmados ou suspeitos internados no Estado do Rio, 15 pessoas estão em leitos clínicos e outros 17 pacientes estão em tratamento intensivo. Os demais infectados estão em isolamento domiciliar.

Segundo o Painel Rio COVID-19, atualizado pela prefeitura do Rio às 14h deste domingo, a cidade tinha 170 casos confirmados e 175 suspeitos. Entre as vítimas da doença, 23 estavam hospitalizadas, sendo 12 delas em Unidades de Terapia Intensiva. Os casos confirmados de coronavírus já alcançam 33 bairros.

Houve aumento de 67 casos confirmados de covid-19 em apenas um dia. No sábado, a cidade tinha 103 casos confirmados, em 29 bairros.

A Barra da Tijuca, na zona oeste, continua liderando o número de confirmações, subindo de 18 no sábado para 29 neste domingo. Até o momento, a única favela a registrar um caso confirmado foi a  Cidade de Deus, também na zona oeste. Um grupo de moradores está circulando pela comunidade para alertar sobre o perigo de contágio e pedindo para os moradores ficarem em casa, segundo uma rede social.

Entre os doentes confirmados, 54,5% eram mulheres. A faixa etária mais afetada é dos 30 a 39 anos, responsáveis por 87 dos casos.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.