Tiro de bala perdida atinge menino que jogava futebol no Rio

Menino de 12 anos jogava futebol em bairro de classe média alta e foi atingido na cabeça; ele está internado

Márcia Vieira, de O Estado de S. Paulo,

02 de dezembro de 2007 | 18h40

Hugo Cavalcanti, de 12 anos, foi atingido na noite do último sábado, 1º, por uma bala perdida, quando jogava futebol na quadra do Clube Federal, no Alto Leblon, bairro de classe média alta na zona sul do Rio. Hugo foi atingido na cabeça e está internado no CTI do Hospital Miguel Couto. Segundo o delegado da 14ª DP, Alan Luxardo, hoje será feita perícia no lugar para determinar a provável trajetória da bala. O clube fica no alto da rua Timóteo Costa, perto do Morro Dois Irmãos. Apesar de a favela da Rocinha ficar longe da quadra, o delegado não descartou a hipótese de o tiro ter vindo de lá. "Só com a perícia saberemos de que lado partiu o tiro. Não adianta levantar hipóteses", disse. A quadra onde Hugo jogava bola é alugada pelo clube para terceiros. Nos últimos tempos, vizinhos reclamavam do barulho provocado pelas partidas de futebol, principalmente nos fins de semana. Hugo foi atingido por volta das 19 horas. Nenhum diretor do Clube Federal quis se pronunciar sobre o caso.

Tudo o que sabemos sobre:
Riobala perdida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.