Tiroteio assusta moradores de favela na zona oeste do Rio

Segundo a PM, o Bope realizou uma operação para checar denúncia de tráfico de drogas na favela São José Operário; houve confronto, mas não há registro de feridos

Thaise Constancio, O Estado de S. Paulo

29 de junho de 2014 | 13h27

RIO - Um tiroteio no início da manhã deste domingo, 29, assustou moradores da favela São José Operário, na Praça Seca, zona oeste do Rio. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) realizou uma operação para checar denúncia de tráfico de drogas na favela.

Houve confronto, mas ninguém ficou ferido. Também não houve apreensões. O São José Operário possui uma Companhia Destacada da PM, desde janeiro, subordinada ao 9º Batalhão, que reforça o policiamento no local.

No Twitter, moradores da região reclamaram da troca de tiros iniciada por volta das 7 horas. “Depois de acordar com tiroteio de mais de 1h, vejo 10 carros do BOPE na rua Japurá!”, disse Flávia Pinheiro. “Em pleno domingo, intenso tiroteio na Praça Seca. Cadê a tal companhia destacada da #PM q ia dar jeito? #SOSPRAÇASECA”, questionou o perfil Insegurança Público, cuja foto simula um assalto à mão armada.

O perfil @maxvictos ironizou: “Tiroteio na Praça Seca ja é tão comum que eu estranho mesmo é quando não tem”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.