reprodução Google Street View
reprodução Google Street View

Tiroteio deixa três feridos em parque de diversões no Rio

Três suspeitos foram presos, mas outros criminosos que participavam do sequestro relâmpago conseguiram escapar

Daniela Amorim, O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2017 | 11h53

RIO - Pelo menos cinco pessoas morreram em três tiroteios diferentes na Baixada Fluminense, nesta quinta-feira,12. Em um dos episódios de violência, três pessoas ficaram feridas em um parque de diversões em Nova Iguaçu, à noite, durante um evento em comemoração ao Dia das Crianças. Os tiros, disparados durante uma perseguição policial a assaltantes, causaram pânico entre os frequentadores.

egundo a Polícia Militar, a ocorrência começou quando um policial civil acionou policiais militares em patrulhamento próximo ao Parque Santos Dumont, porque um vizinho tinha sofrido um sequestro relâmpago. A vítima estaria em poder dos bandidos, dentro de seu próprio carro, sendo obrigada a fazer saques em caixas eletrônicos.

O automóvel, que tinha rastreador, foi localizado pelos policiais militares, que deram início a uma perseguição. De acordo com informações da PM, os sequestradores atiraram contra o carro da polícia, mas os agentes não revidaram, porque o refém ainda estava em poder dos criminosos.

+++ PMs são presos por guardar armas, bombas e drogas em UPP

Quando houve o cerco policial ao carro roubado, os sequestradores fugiram a pé atirando em direção ao parque de diversões. Três pessoas ficaram feridas pelos tiros e foram levadas ao Hospital Geral de Nova Iguaçu.

Três suspeitos foram presos, mas outros criminosos que participavam do sequestro relâmpago conseguiram escapar. O automóvel roubado foi resgatado, e o refém, liberado. A ocorrência foi registrada na 52ª Delegacia de Polícia.

Na mesma noite, um empresário e um policial militar foram mortos durante uma tentativa de assalto nas imediações de outro parque de diversões, que fica no estacionamento de um shopping em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. 

O empresário Manoel Alves Gomes, dono do parque, deixava o local em companhia do segurança e policial militar Jorge da Silva Brandão, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora da favela da Mangueira, quando foram abordados pelos assaltantes. 

Brandão reagiu, e os bandidos atiraram contra o carro em que viajavam os dois homens. O empresário, no banco do carona, morreu na hora. O policial, que dirigia o automóvel, chegou a ser socorrido para um posto de saúde próximo, mas não resistiu aos ferimentos.

No início da tarde desta quinta-feira, outro tiroteio deixou três mortos e três feridos em Duque de Caxias, também na Baixada Fluminense. Bandidos a bordo de um veículo passaram atirando contra pessoas que estavam em um bar na Estrada Calundu, no bairro Nossa Senhora do Carmo. 

Morreram no local do crime Nivaldo José Batista, de 65 anos, Thiago Lessa de Melo, de 29 anos, e Marcelo Prates de Araújo, de 34 anos. Os três feridos foram levados ao Hospital Estadual Adão Pereira Nunes: Nicolas de Oliveira Teixeira, de 31 anos, Wallace Motta da Silva, de 25 anos, e Alexandre Ferreira dos Santos, de 38 anos.

Policiais do 15º Batalhão da PM, de Duque de Caxias, isolaram a cena do crime até a chegada da perícia. As investigações estão em andamento por agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.