Tiroteio e perseguição policial deixam cinco feridos em Niterói

Dois moradores foram baleados de raspão e três suspeitos de assalto foram atingidos por PMS, mas não correm risco de morte

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

20 Agosto 2014 | 12h19

RIO - Cinco pessoas ficaram feridas após perseguição policial e troca de tiros na noite desta terça-feira, 5, entre policiais militares e assaltantes em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Quando a polícia perseguia o carro onde estavam os quatro assaltantes pela orla de Icaraí, na zona sul da cidade, com o calçadão cheio, dois moradores foram atingidos de raspão no tiroteio: um no braço e outro na cabeça. O grupo só parou ao se deparar com uma barreira policial: houve nova troca de tiros e três assaltantes ficaram feridos.

Segundo a polícia, os criminosos estavam praticando uma série de assaltos em Niterói, a bordo de um carro. Após ser assaltado num bar, um grupo de amigos acionou a polícia, e teve início a perseguição, que passou por cinco bairros da cidade. Cerca de 30 PMs foram mobilizados.

Em Icaraí, as viaturas chegaram próximas ao carro dos criminosos e houve disparos. Os dois moradores feridos foram levados para o Hospital Azevedo Lima e não correm risco de morrer.

Na Estrada Leopoldo Fróes, uma barreira policial finalmente conseguiu parar o grupo. Com os suspeitos, foram apreendidos telefones celulares, relógios e carteiras das vítimas, além de duas pistolas calibre 380.

Os três feridos também foram encaminhados sob custódia para o Hospital Azevedo Lima: Leandro de Castro Oliveira de 20 anos; Alan Ribeiro Félix, de 22; e um menor de 16 anos. Segundo a PM, eles também não correm risco de morrer. Lucas Felipe Arruda de Oliveira, de 20 anos, foi preso e encaminhado para a 77ª Delegacia de Polícia (Icaraí).

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro Violência Niterói

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.