Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Tiroteio na sede da Polícia Civil do Rio de Janeiro deixa um morto e três feridos

Preso conseguiu roubar a arma de um policial e atirou a esmo, matando um homem que estava na delegacia para fazer um registro

Roberta Jansen, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2018 | 16h15

Uma pessoa morreu e três ficaram feridas durante um tiroteio na sede da Polícia Civil, no Centro do Rio, na manhã desta sexta-feira, 21. Um preso conseguiu roubar a arma de um policial e atirou a esmo, matando um homem que estava na delegacia para fazer um registro e atingindo outros dois, um policial e um transeunte que passava pela porta da delegacia. 

Um ex-soldado da PM do Rio Grande do Norte, que teria sido reformado por problemas psiquiátricos, foi detido depois de ter danificado uma porta de blindex do Aeroporto Santos Dumont, no Centro. Ele foi conduzido até a 5ª Delegacia de Polícia, também no Centro, para o registro da ocorrência. Após o registro, os agentes tiraram as algemas para que ele pudesse assinar o documento. O ex-PM, então, desarmou um dos agentes e fez sete disparos.

O homem que fazia um registro de ocorrência morreu e um policial foi atingido de raspão na barriga e ainda um sujeito que passava pela porta da delegacia. O ex-PM fugiu, mas acabou também sendo atingido na rua Gomes Freire. Os três feridos foram levados para o Hospital Souza Aguiar. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.