Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Tiroteios e perseguições causam pânico na zona sul do Rio

Até a publicação desta reportagem não havia registro de feridos; Pelo menos um homem foi preso, e a polícia apreendeu um carregador de fuzil e mais de dez cápsulas deflagradas

Fábio Grellet, Rio

26 de agosto de 2020 | 17h15

RIO - Uma sequência de tiroteios e perseguições que se estendeu por quase uma hora causaram pânico nos bairros do Humaitá e do Jardim Botânico, na zona sul do Rio, na tarde desta quarta-feira, 26. Até a publicação desta reportagem não havia registro de feridos. Pelo menos um homem foi preso, e a polícia apreendeu um carregador de fuzil e mais de dez cápsulas deflagradas.

Criminosos armados usando dois veículos estariam praticando assaltos ao redor da lagoa Rodrigo de Freitas, por volta das 13h30, quando se depararam com policiais militares do programa Lagoa Presente. Os PMs tentaram deter o grupo, que se dispersou, e houve troca de tiros em pelo menos dois momentos: na avenida Borges de Medeiros, onde alguns criminosos que fugiam foram perseguidos por policiais civis, e na rua Frei Veloso, um acesso ao túnel Rebouças a partir do Humaitá.

Essa rua ficou interditada por 44 minutos. Segundo moradores relataram nas redes sociais, um homem armado tentou fugir pela rua Frei Veloso e entrou na Pio Correia, rua sem saída que começa na Frei Veloso. Ele atirou contra os policiais que o perseguiam e tentou invadir um prédio, mas não conseguiu. A rua foi cercada e a polícia conseguiu prender o criminoso.

Policiais civis que passavam ocasionalmente pela região flagraram a fuga dos criminosos pela avenida Borges de Medeiros e iniciaram uma perseguição. Eles interditaram um trecho da avenida, nos dois sentidos, na altura da rua J. J. Seabra, para tentar prender os suspeitos. Um carregador de fuzil foi encontrado abandonado na avenida e foi apreendido pela Polícia Civil. A via foi liberada ao trânsito por volta das 15h20. 

Até as 16h30 não havia um balanço da ocorrência nem a identificação do detido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.