Traficante Robinho Pinga morre em hospital do Rio

Robson André da Silva cumpria pena no Paraná e veio ao Rio para tratar um tumor no cérebro

Clarissa Thomé, de O Estado de S. Paulo,

31 de dezembro de 2007 | 12h00

O traficante Robson André da Silva, o Robinho Pinga, de 33 anos, morreu às 9h20 desta segunda-feira, 31, no Hospital Municipal Souza Aguiar. Pinga, que cumpria pena na penitenciária de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná, chegou ao Rio na véspera do Natal para tratar um tumor no cérebro.  O traficante era apontado pela polícia como um dos maiores fornecedores de drogas e armas para favelas da zona oeste carioca. Robinho Pinga era o chefe do Terceiro Comando Puro e estava preso desde 2005.

Tudo o que sabemos sobre:
Robinho Pinga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.