Transferidos 20 presos do RJ para presídio federal de Catanduva

O Ministério da Justiça disponibilizou 50 vagas em penitenciárias federais para o Governo do Rio

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

02 de dezembro de 2010 | 21h36

O número total de presos nos confrontos dos últimos dias transferidos do Rio de Janeiro para o presídio federal de Catanduva, no Paraná, chega a 20, de acordo com o Ministério da Defesa.

 

Haviam sido transferidas 13 pessoas, que já estavam presas antes dos ataques, para o presídio federal de Porto Velho, em Rondônia. Dentre eles os criminosos conhecidos como Marcinho VP e Elias Maluco. As transferências foram realizadas com escolta dos agentes penitenciários federais do Depen em avião cedido pela Polícia Federal.

 

Segundo o Ministério da Justiça (MJ) mais vagas serão disponibilizadas em presídios federais, além das 50 já acordadas com o Governo do Rio, caso sejam necessárias. Além de Catanduvas e Porto Velho, também existem penitenciárias federais em Campo Grande, no Mato Grosso e Mossoró, no Rio Grande do Norte.

 

Todos os presos suspeitos de envolvimento nos episódios no RJ estão em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) - ficam isolados em suas celas 22 horas por dia, sem qualquer contato com o exterior. Neste regime, os presos têm direito a visitas apenas de seus advogados e as conversas são feitas via parlatório. Previsto pela Lei de Execução Penal, o RDD pode se estender por 360 dias, se não exceder um sexto da pena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.