Três mil buscam vaga nas obras do PAC em favelas do Rio

Expectativa da Secretaria de Trabalho e Renda é que sejam feitas cerca de 15 mil inscrições

18 de fevereiro de 2008 | 14h41

Cerca de três mil pessoas compareceram ao posto da Secretaria de Estado de Trabalho do Rio de Janeiro, no primeiro dia de cadastramento para vagas de emprego nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na favela de Manguinhos, zona norte da cidade.  Muitas pessoas contaram que dormiram na fila, mas apenas 1.200 receberam senhas para serem atendidas nesta segunda-feira, 18. Os moradores da comunidade poderão se cadastrar até o dia 27 deste mês. A expectativa da Secretaria de Trabalho e Renda é que sejam feitas cerca de 15 mil inscrições nas três comunidades que terão obras realizadas com recursos do PAC, que são: Manguinhos, Rocinha e Complexo do Alemão. Em Manguinhos vão ser cerca de 1.500 vagas de trabalho que vão durar em torno de três anos. Além do salário os trabalhadores vão ter direito a vale transporte e tíquete de alimentação.  (Com informações da Agência Brasil)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.