Três ônibus são queimados durante protesto em Niterói

Manifestação assustou quem chegava à estação de barcas; polícia suspeita que ordem para o ato partiu de traficantes

Carina Bacelar, O Estado de S. Paulo

02 Setembro 2015 | 11h49

Atualizado às 12h12 para correção de informações.

RIO – Um protesto na noite dessa terça-feira, 1º, realizado por moradores do Morro do Preventório, em Niterói, assustou quem desembarcava da estação de barcas, no bairro de Charitas. Três ônibus foram incendiados.

De acordo com a CCR Barcas, concessionária que opera o modal, os passageiros, com medo, preferiram permanecer em uma das embarcações. O ato começou após um jovem ser baleado durante uma ação da Polícia Militar na comunidade.

Felipe de Oliveira Pina, de 25 anos, chegou a ser socorrido para o Hospital Azevedo Lima, em Niterói. De acordo com informações do 12º Batalhão de Polícia Militar (PM), responsável pela área, a vítima tinha passagem pela polícia e foi encontrado com uma arma no local do confronto.

Policiais que participaram da troca de tiros serão ouvidos e um inquérito foi aberto para apurar o caso. A PM considera que a ordem para o protesto partiu de traficantes da comunidade. 

Mais conteúdo sobre:
rio niterói

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.