Três taxistas são encontrados mortos no Rio

Eles eram amigos e teriam ido juntos a um baile funk no sábado à noite

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

23 Abril 2018 | 11h13

RIO - Três taxistas foram encontrados mortos entre a madrugada e a manhã deste domingo, 22, no Rio de Janeiro. Segundo a polícia, eles eram amigos e na noite deste sábado, 21, foram juntos a um baile funk na favela Pavão-Pavãozinho, em Ipanema, na zona sul do Rio. Antes, estiveram em um bar na região.

Márcio Azevedo dos Santos, de 34 anos, Fúlvio da Cruz Dias, de 41 anos, e Diego Ansel de Oliveira Teotônio, de 27 anos, saíram do baile funk  durante a madrugada e não foram mais vistos com vida. Até a manhã desta segunda-feira, 23, a polícia não descobriu em que circunstâncias eles foram mortos.

Santos e Dias foram encontrados no táxi de Dias, abandonado na Rua Zamenhof, na esquina com a Hadock Lobo, no Estácio, na região central. Não havia marcas de tiros no veículo.

O corpo de Teotônio foi encontrado no porta-malas  do próprio veículo, estacionado na esquina da rua Bolivar e Leopoldo Miguez, em Copacabana, na zona sul. Imagens de câmeras de segurança mostram quando um homem estacionou o veículo e saiu. Essa pessoa não havia sido identificada até a manhã desta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.