Troca de tiros entre polícia e tráfico bloqueia estrada no Rio

Comércio na Favela da Rocinha, em São Conrado, chegou a fechar quando a polícia chegou ao local

Pedro Dantas, do Estadão,

02 de agosto de 2007 | 10h22

Uma troca de tiros entre policiais e traficantes assustou motoristas e moradores durante a megaoperação com 300 policiais civis, realizada na favela do Rocinha, na zona sul do Rio, na manhã desta quinta-feira, 2. Pelo menos, dois homens foram presos.   Um deles, de acordo com as primeiras informações, seria um traficante foragido, e o outro teria participado de um tiroteio que quase atingiu um delegado da Polícia Civil, mais cedo. O tráfego já foi interrompido duas vezes na Auto-estrada Lagoa-Barra, diante da favela. Muitos moradores e crianças estão nas ruas, apesar de a situação na Rocinha ser tensa.   Cerca de 300 policiais civis de dez delegacias especializadas participam, na manhã desta quinta-feira, 2, de uma megaoperação na Favela da Rocinha em São Conrado, zona sul do Rio.   De acordo com a Polícia, o objetivo da ação é o cumprimento de mandados de busca e apreensão, recuperação de carros roubados e a investigação da denúncia de aliciamento de menores para o tráfico de drogas.   No momento da chegada dos agentes foram ouvidos fogos e tiros para o alto. O comércio na parte baixa da favela chegou a fechar, mas já funciona normalmente. Não houve troca de tiros e não há registro de feridos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.