Turista argentino é assassinado em Búzios

Jovem discutiu com agente de turismo por cobrar ingressos dos desfiles das escolas de samba e foi baleado

Efe,

27 de fevereiro de 2011 | 06h39

RIO - O turista argentino Marcelo Alejandro Fernández Vilac foi assassinado neste sábado, 26, em Búzios, no estado do Rio de Janeiro, após discutir com um agente de turismo ao cobrar ingressos para o desfile das escolas de samba na Sapucaí, informaram fontes oficiais.

 

Fernández Vilac, de 23 anos, recebeu dois tiros de revólver na madrugada deste sábado após uma discussão em um local próximo à orla Bardot, uma das principais ruas de Búzios, no litoral norte do Rio de Janeiro.

 

A polícia informou que a pessoa que discutiu com o argentino e que teria feito o disparo foi identificada como Carlos Alberto Gomes de Jesus, que trabalha vendendo pacotes turísticos no balneário.

"Este homem foi reconhecido por testemunhas como o autor do disparo, inclusive pelas pessoas que estavam com o turista argentino no momento do crime", disse o comissário da Polícia Civil de Búzios, Mario José Lamblet.

 

"Já divulgamos uma fotografia para a imprensa e levantamos umas barreiras para impedir sua saída da cidade, mas ele entrou em contato com a polícia e disse que pretende entregar-se", acrescentou o comissário.

 

Segundo as testemunhas interrogadas, o autor dos disparos vendeu ao argentino ingressos para o Desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, previsto para a próxima semana.

 

O argentino, que se encontra no Brasil há um mês, reclamou que não recebeu as entradas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.