Ventania causa transtornos e coloca Rio em estágio de atenção

Foram registradas quedas de árvores que bloquearam rodovias e deixou vários bairros sem luz. Apesar dos fortes ventos, aeroportos funcionaram normalmente

Pedro da Rocha e Ricardo Valota, do estadão.com.br,

08 de junho de 2011 | 01h00

SÃO PAULO - Os ventos de até 80 km/h, provenientes de uma frente fria que se deslocou de Angra dos Reis (RJ), atingiram a cidade do Rio de Janeiro nesta terça-feira, 7. Por causa das rajadas, a ponte Rio-Niterói ficou fechada por cerca de 40 minutos, das 21h às 21h40. Após esse horário, os carros voltaram a trafegar pela ponte, mas sob sistema de comboio. A frente fria colocou a prefeitura do Rio em estágio de atenção desde as 21horas.

 

Quedas de árvore bloqueara vários trechos das rodovia Rio-Juiz de Fora e Rio-Teresópolis e deixaram vários bairros da capital sem luz. Nesta madrugada de quarta-feira, 8, a distribuição de energia já estava quase que normalizada por completo segundo a Light. Por medida de prevenção, a rodovia Rio-Teresópolis foi fechada ao tráfego entre o município de Guapimirim e a localidade de Soberbo, na subida da serra.

 

Na zona sul do Rio, a força dos ventos arrancou árvores na rua Visconde de Albuquerque, no Leblon, e na Autoestrada Lagoa-Barra, principalmente no trecho que passa pelo bairro de São Conrado.

 

Apesar da ventania, os aeroportos Internacional Tom Jobim e Santos Dumont funcionaram normalmente. Vários voos vindos de São Paulo e Porto Alegre chegaram com atraso ao Santos Dumont.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.