Vigia e suspeito morrem durante tentativa de assalto a banco no Rio

Grupo rendeu funcionários e clientes de agência e recolhia dinheiro quando um PM de folga, vestido à paisana e armado, decidiu reagir

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2015 | 19h27

RIO - Duas pessoas morreram durante uma tentativa de assalto a uma agência bancária do Bradesco em Vicente de Carvalho, na zona norte do Rio, por volta das 15h30 desta quarta-feira, 1º.

Segundo a Polícia Civil, o primeiro ladrão entrou na agência com uma arma de brinquedo e rendeu os seguranças. Em seguida, ele autorizou a entrada de três comparsas, que portavam mais uma pistola de mentira e duas verdadeiras. 

O grupo rendeu funcionários e clientes do banco e recolhia dinheiro quando um policial militar de folga, que estava vestido à paisana e armado, decidiu reagir. Ele atirou contra um dos bandidos e o matou. Os comparsas reagiram e houve tiroteio, que causou pavor entre as vítimas.

Um dos vigilantes foi baleado. Levado ao Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes (zona oeste), morreu minutos depois. O PM que reagiu foi ferido na mão, mas passa bem.

Acionada, a PM cercou o banco e conseguiu prender dois ladrões. Outro (o quarto integrante da quadrilha) fugiu. Os policiais apreenderam uma pistola 9 mm, um revólver calibre 38 e dois simulacros de pistola. 

Segundo a polícia, a quadrilha é antiga e já assaltara outra agência do Bradesco na Rua 24 de Maio, no Méier (zona norte), e uma do banco Itaú em Realengo (zona oeste).

Mais conteúdo sobre:
violênciaRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.