FABIO MOTTA|ESTADÃO
FABIO MOTTA|ESTADÃO

Viúva de PM denuncia falta de preparo e uso de armas velhas no Rio

Fabiana diz que revólver de seu marido, o soldado Thiago Machado Costa, falhou durante troca de tiros com assaltantes

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

21 Maio 2016 | 23h00

RIO - Na madrugada de 6 de abril, o soldado Thiago Machado Costa, de 31 anos, patrulhava o Morro Boa Vista, em Niterói, no Grande Rio, quando foi avisado que bandidos em um Corolla preto cometiam assaltos. Dois carros do 12.º Batalhão foram ao local. Houve troca de tiros. Costa fez quatro disparos e a arma dele falhou, afirma a viúva, a publicitária Fabiana da Cunha Almeida, de 43 anos. “Os colegas contaram que as quatro armas dos policiais falharam. Nenhum tinha fuzil”, disse Fabiana. Campeão estadual de kickboxing, Costa foi baleado na cabeça. 

Morreu seis dias depois. Se sobrevivesse, o PM ficaria com sequelas irreversíveis, mas Fabiana fala que tinha esperanças. Segundo ela, o marido foi tratado “como lixo” no hospital. “O bocal do respirador nunca foi trocado, o que abriu caminho para uma pneumonia. Ele perdeu muito sangue e precisava de transfusão. Mais de 400 pessoas apareceram para doar sangue, mas ele não recebeu nenhuma bolsa. Simplesmente não se entendiam sobre o melhor momento da transfusão. Ao lado dele, ficou internado um criminoso. Eu tinha medo que alguma visita fizesse covardia com meu marido”, disse em depoimento emocionado à CPI da Assembleia Legislativa que apura mortes de policiais.

Fabiana se queixa da falta de preparo dos policiais. “Thiago estava formado havia cinco anos e só recebeu treinamento quando entrou na polícia. Por duas vezes ele praticou tiro num estande particular. E pagou do bolso. As armas estão velhas. Bandidos estão mais bem armados.” Procurada para falar do assunto, a Secretaria da Segurança não havia retornado até 13 horas de ontem.

Mais conteúdo sobre:
Grande Rio Fabiana CPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.