AFP
AFP

Mãe de duas crianças, filipina é poupada de fuzilamento na Indonésia

Mary Jane Veloso pode ter sido poupada depois que a mulher que a contratou para transportar droga se entregou à polícia nas Filipinas

Agências internacionais, O Estado de S. Paulo

28 Abril 2015 | 16h27

Atualizada às 22h35

A filipina Mary Jane Veloso não foi executada nesta terça-feira, 28, apesar de estar no grupo levado à ilha de Nusakambangan para o fuzilamento. O governo indonésio não deu explicações, mas ela pode ter sido poupada porque ainda há uma apelação a analisar e uma mulher que a contratou para transportar droga se entregou à polícia nas Filipinas.

Mary Jane é mãe de duas crianças e foi presa em 2010, após chegar à Indonésia com 2,6 quilos de heroína em sua mala. Ela sempre alegou que não sabia que havia entorpecentes na bagagem. 

A visita dos filhos de Mary, Mark Darren, de 6 anos, e Mark Danielle, de 12, comoveu a ilha. “Se mamãe não voltar para casa, só pensem que estou no céu”, disse Mary Jane ao se despedir. 

Uma situação que ficou em aberto foi a do francês Serge Atlaoui, de 51 anos. Segundo o porta-voz indonésio, Tony Spontana, sua execução só foi adiada. “Ele será fuzilado sozinho.”

Mais conteúdo sobre:
execução Indonésia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.