JONNY UEDA/FUTURA PRESS
JONNY UEDA/FUTURA PRESS

Bolsonaro e Doria elogiam policiais que deixaram 11 mortos em Guararema

Presidente da República destacou que ação da Rota não deixou inocentes feridos; governador parabenizou ‘defesa dos cidadãos de bem’

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2019 | 14h40

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), elogiaram nesta quinta-feira, 4, a ação dos policiais contra uma quadrilha que atacou na madrugada duas agências bancárias em Guararema, região metropolitana da São Paulo, que deixou aos menos 11 suspeitos mortos.

Em sua conta no twitter, Bolsonaro parabenizou os policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) pela ação.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Parabéns aos policiais da Rota (PM-SP) pela rápida e eficiente ação contra 25 bandidos fortemente armados e equipados que tentaram assaltar dois bancos na cidade de Guararema e ainda fizeram uma família refém. 11 bandidos foram mortos e nenhum inocente saiu ferido. Bom trabalho!
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Jair Bolsonaro

Em vídeo divulgado no twitter, Doria também saudou os policiais e o comando da Polícia Militar de São Paulo pela operação realizada. "Quem deve ter vergonha do que fazem são os bandidos. São os policiais militares e civis que diariamente saem de suas casas, deixam suas famílias preocupadas para defender vidas e o nosso patrimônio", disse Doria.

Saldo dos ataques em Guararema

Além dos 11 suspeitos mortos, a Polícia também prendeu um dos homens envolvidos na tentativa de assalto de agências do Banco do Brasil e do Santander em Guararema. O ataque com explosivos nos caixas eletrônicos, seguido de um intenso tiroteio, provocou a interdição de ruas e o fechamento do comércio na cidade com pouco mais de 28 mil habitantes. De acordo com o Ministério Público, o grupo era monitorado pela Promotoria há 9 meses

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.