Google Street View
Google Street View

Capitão da PM é o 70º policial morto no Rio de Janeiro neste ano

Diogo Lins Canito, de 34 anos, foi assassinado durante uma tentativa de assalto em Marechal Hermes, na zona norte do RJ; somente em 2018, morreram 64 policiais militares, 5 civis e 1 federal

O Estado de S.Paulo

30 Julho 2018 | 07h23

RIO DE JANEIRO - Chega a 70 o número de policiais mortos no Estado do Rio de Janeiro em 2018. Dentre eles, 64 eram policiais militares, 5 eram policiais civis e 1 era policial federal.

A vítima mais recente foi o capitão da Polícia Militar Diogo Lins Canito, morto na tarde de domingo, 29, durante uma tentativa de assalto em Marechal Hermes, na zona norte da cidade.

De acordo com a corporação, a vítima foi abordada por assaltantes quando chegava para almoçar na casa de um amigo, na Rua Vidal Ramos. O policial não reagiu, mas quando os criminosos perceberam que se tratava de um PM, dispararam ao menos três vezes.

Ele chegou a ser levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos fugiram com a arma do PM e objetos pessoais da mulher dele, que também estava presente na hora do assalto, mas não foi ferida.

O capitão Canito tinha 34 anos, estava na PM há 15 anos e era lotado no batalhão de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Ele deixa mulher e quatro filhos. / Agência Brasil

Relembre abaixo o assalto a uma joalheria em 2017 que terminou com um PM morto no Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.