Mídia / Folheto do Vaticano via Reuters
Mídia / Folheto do Vaticano via Reuters

Papa se reuniu no Vaticano com mulher em que ele deu um tapa na mão

Francisco ficou abalado com episódio que ocorreu em dezembro e pediu para ver a peregrina pessoalmente 

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de fevereiro de 2020 | 08h30

O papa Francisco se encontrou no início de janeiro com a peregrina em quem ele havia dado um tapa na mão durante uma caminhada na Praça São Pedro, Vaticano, na noite de 31 de dezembro de 2019.   

Em seu primeiro Angelus do ano, o líder católico chegou a pedir desculpas pelo "mau exemplo", mas, segundo fontes ouvidas pela ANSA, ele quis se encontrar pessoalmente com a mulher. A reunião aconteceu logo no início de janeiro, na Sala Paulo VI, e não foi divulgada pelos veículos oficiais do Vaticano.   

Nos últimos dias, no entanto, o papa comentou sobre o encontro com algumas pessoas. Segundo Francisco, ele ficou muito abalado com o episódio, que viralizou no mundo inteiro. Na reunião, a peregrina e o pontífice trocaram um aperto de mãos e conversaram pessoalmente.   

Na noite de 31 de dezembro, o líder católico cumprimentava fiéis em meio a uma visita ao presépio da Praça São Pedro. Em determinado momento, uma mulher agarrou sua mão direita e o puxou para perto de si.   

Francisco reclamou da abordagem e chegou a dar um tapa na mão da mulher para se soltar, saindo visivelmente irritado. No dia seguinte, o Papa admitiu ter "perdido a paciência" e pediu desculpas pelo fato./ Agência Ansa

 

Tudo o que sabemos sobre:
Papa Francisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.